gestão finacneira 4

3 fundamentos obrigatórios da gestão financeira de sucesso

3 fundamentos obrigatórios da gestão financeira de uma empresa

gestão financeira 3

Bem, o objetivo é chamar atenção para a importância do papel  gestão financeira nas empresas, para crescerem e se perpetuarem com saúde, maior equilíbrio e segurança.

De cara é necessário reconhecer  que a  gestão financeira é uma função VITAL na empresa. Existe duas coisas fundamentais quando  se cria uma empresa:

A sua estrategia de negócio e a gestão dos recursos financeiros (provisão e administração).

Por vital quero dizer que é necessário para a manutenção da vida. No caso a vida da empresa.

A área financeira é como o coração da empresa. Vibra o tempo todo através dos movimentos de entrada e saída com o seu instrumento de fluxo de caixa que coordena a circulação do dinheiro.  Como o coração num corpo humano.

Então se a área tem essa importância toda, o gestor financeiro. como comandante,  tem um papel fundamental na empresa.

Não importando o tamanho e nem tipo de empresa.

Esse gestor precisa ter completo conhecimento de finanças, não pode sere amador, pois é ele que vai planejar e controlar os recursos financeiros e orientar toda a empresa sobre qual a melhor forma de usar o dinheiro. Tanto  curto e quanto no longo prazo

Então tudo isto tem que ser baseado em conhecimentos técnicos e uma visão integrada dos negócios.

Bastante coisa, não é?

Para ilustrar, veja o que dizem as pesquisas:

Conforme IBGE de cada 10 empresas 6 fecham antes de completar 5 anos.

Ou seja, 60% deixam de existir.

Então, considerando tudo isto, saiba quais são as três funções que todo administrador financeiro precisa levar em conta para fazer uma gestão financeira segura e vitoriosa:

1-Atividade operacional

2-Atividade de Investimento

3-Atividade de Financiamento

É uma separação acadêmica, mas importante para ajudar a estruturar o pensamento de forma lógica.

Vamos ver cada uma delas:

 

ATIVIDADE OPERACIONAL

As atividades empresariais relativas à operação são as funções de:

Analise,

Planejamento e

Controle Financeiro.

operação financeira

Não é apenas efetuar registros e controle de receitas e gastos. É mais do que isto. Significa coordenar, monitorar e avaliar todas as atividades da empresa do ponto de vista financeiro.

Com isto existe aí um papel fundamental para decisões estratégicas no planejamento e na mensuração dos riscos em relação ao retorno esperado.

Aqui acontecem os maiores erros nas empresas que é a falta de uma boa gestão de fluxo de caixa. Dizem o “Caixa é o Rei” ou “uma empresa nasce com dinheiro no caixa e morre por falta de dinheiro”. Isto é a sabedoria popular. Ou seja, todo mundo sabe. Mas entre saber o significado e agir tem uma grande distancia.

Essa distancia ocorre por 2 motivos:

Desconhecimento de técnicas financeiras, como: confundir Lucro com Dinheiro no caixa  ou dificuldade de saber qual a necessidade de capital de giro para o seu negócio, ou como analisar uma situação financeira, avaliando como está a saúde financeira,  para onde vai ons negócios nos próximos anos  e, por fim, o que precisa ser feito para diminuir os riscos naturais.

Bem, o  segundo motivo é a sedução por apenas vender e deixar em segundo plano a gestão financeira.

ATIVIDADES DE INVESTIMENTO

As atividades de Investimento consistem das mais diferentes formas, desde aquelas que envolvem o dia a dia do negocio, como: a política de compras, política de estoque, politica de concessão de crédito para vendas a prazo.

investimento

Ou, definição do ponto de Equilíbrio do Negocio, do ciclo financeiro e das necessidades de capital de giro entre outros.

Essa atividade pode ser operacional ou estratégica.

Quando a atividade investimento tem a conotação é operacional pode ser do tipo, como aumentar as vendas,  os lucros e botar  mais dinheiro no caixa, comprando mais barato, reduzindo  estoque, vendendo menos a prazo e mais a avista, com alguma estratégia diferenciada.

Ou, pode ser, como avaliar o risco e retorno de investimento para construção de novas instalações ou compras de alguma máquina ou equipamento.

ATIVIDADE DE FINANCIAMENTO

financiametno 6

Então supondo que o negocio preciso de mais dinheiro. Ou seja, financiamento, o gestor financeiro deve avaliar e buscar as fontes mais adequadas para cada necessidade.

Mas o mais importante é saber fazer uma analise criteriosa do custo e beneficio do financiamento. Se não for financiamiento com dinheiro do próprio sócio, será com dinheiro de terceiros que cobrarão juros e isto afetará o resultado futuro do seu negocio.

Então antes de tudo é preciso calcular o famoso “custo x beneficio”.

Para isto, você deverá usar seu conhecimento nas operações e técnicas financeiras, como cálculo do retorno do investimento. Fluxo de caixa projetado, entre outros.

Mas lembre-se antes de fazer tudo isto, que você como  gestor financeiro precisa ser capaz de fazer um diagnóstico da causa do problema e resolve-lo, pois algumas situações só piorarão se você botar  mais dinheiro. Cuidado!

Pense, que se não resolver o problema que está exigindo mais dinheiro, você só vai agravar a situação, pois  você trará uma dívida e terá pagar juros, aumentando ainda mais a saída de dinheiro do caixa.

Claro, mas  se você, com dinheiro de terceiros vai aumentar o faturamento, fazer entrar mais dinheiro no caixa, pagando os juros de empréstimos adequados, no tempo certo você está de parabéns, pois sabe como fazer seu negócio se manter saudável e crescer.

Então, saber encontrar as causas de problemas e corrigi-las é uma sabedoria inestimável para um bom gestor financeiro, bem como saber quando é importante fazer escolhas de de recursos que farão você mais rico.

Conclusão

Então vimos quais as três principais fundamentos da gestão financeira, que são

Atividade operacional

Atividade de Investimento

Atividade de Financiamento

E dentro deste contexto a importância do papel do gestor financeira na vida de uma empresa.

Escrito por:

CSSampaio

Administrador de Empresas, Consultor, Especialista financeiro e Conselheiro de Governança Corporativa

 

Para avaliações financeira de negócios e consultorias para Pequena e Média empresa faça contato conosco.

Temos a solução adequada para você.

sampaio@integralconsult.com.br

Acompanhe também o Blog de Coaching e Finanças Pessoais

sampaiosucessofinanceiro.com.br

gstão financeira8

Diagnóstico de Gestão Financeira

gestão financeira4

Fazer um diagnóstico é a primeira coisa a ser feita para termos consciência de como estamos em determinado aspecto da vida.

No caso de uma empresa, é literalmente parar alguns momentos de pensarmos em outras coisas e focar apenas na analise dos processos financeiros existentes.

Você pensa e pergunta para si mesmo e atribui uma nota. Essa nota é a qualificação que você dá para a gestão financeira.

O diagnóstico de gestão (modelo abaixo) é um questionário onde o empreendedor vai responder atribuindo uma nota de 1 a 10 que vai gerar um mapa de qual é o seu nível de satisfação diante, alguns aspectos de finanças empresariais.

A nota 1, significa pouco satisfeito e necessita de muito trabalho de melhoria no processo ou de aumento de conhecimento de sua parte. A nota 10 significa que ele está satisfeito e não precisa de mais nada a fazer. Este mapa, então, vai ser utilizado para priorizarmos as ações que precisam ser feitas.

Assim sendo, qual a nota de 1 a 10, você daria para os itens baixos, considerando o grau de satisfação com a sua empresa, para que ela tenha uma boa gestão financeira?

 

Modelo

Exemplo

Preencha

sua avaliação

 

Nota 1 a 10

 

Grau de importância

 
Calculo preço de venda

3

Controle de custos

4

Controle de vendas

9

Margem de contribuição

2

Controle de custos fixos

4

Informações contábeis para decisões

8

Prazo médio de estoques

5

Prazo médio clientes e fornecedores

8

Ciclo Financeiro

6

Capital de Giro

9

Endividamento

5

Orçamento

7

Informações gerenciais

8

Indicadores Financeiros Metas e Resultados

9

Se o diagnostico de gestão que você viu anteriormente mede o nível de GESTÃO financeira de sua empresa. Já o diagnóstico financeiro mede os resultados financeiros de sua empresa. É como um Chek UP.  Equivale a avaliação preventiva da saúde do corpo humano. Todo mundo faz avaliações do se negócio, quer seja de forma estruturada ou não. O problema é que sem uma linha mestra de avaliação não se faz um medição correta e completa. O diagnostico precisa contemplar as análises individuais de “desempenho” e ao mesmo tempo exigem uma compreensão dos significados de todas elas como um sistema.

Assim, por exemplo, acompanhar apenas a evolução de faturamento, mas não saber se o preço de venda está corretamente formado ou, se seus ciclos financeiros estão adequados, de forma a não exigirem sacrifícios de caixa, é fundamental.

Entretanto, para ser possível fazer este diagnostico é necessário a existência de informações dos negócios de forma organizadas, fornecidas pelo contador ou pelo próprio empreendedor, tais como: Balanço Patrimonial, Demonstrativo de Resultados, Fluxo de caixa, planilhas de controles financeiros, controle de estoques, contas a receber, contas a pagar orçamento (se existir), margens praticadas, controle de vendas, ponto de equilíbrio.

Exemplo:

Variáveis Empresariais (Resumo) Ano 1 Ano 2 Ano 3 (último)
NLCG – Necessidades Líquidas e Capital de Giro 20 30 40
Tesouraria (saldo de caixa – dívida com bancos) 50 70 80
CDG – Capital de Giro 90 95 98
Ebitda 90 110 120
Dívida Líquida (saldo de empréstimos com bancos  CP e LP caixa) 10 7 6
Liquidez Corrente 1 1 1
Capital circulante líquido 30 40 50
Ciclo Financeiro
Ponto de Equilíbrio
Margem de Contribuição
Endividamento
Indicadores de Resultado
Crescimento vendas 25% 20%
Margem bruta sobre vendas 20% 20% 25%
Margem operacional sobre vendas 15% 15% 17%
Despesas operacionais sobre vendas 5% 5% 8%
Ebitda sobre vendas 15% 15% 17%
Lucro líquido sobre vendas 12% 12% 14%
Retorno sobre  ativos (ROA) 18% 18% 20%
Retorno sobre patrimônio líquido (ROE) 20% 20% 25%

gstão financeira8

Tendo informações já se pode apurar e mensurar de forma concreta onde está aparecendo os problemas caso existam.

Então, com base nas informações colhidas das analises, deverão ser preparados os planos de ações para resolvê-los.

Resumindo: O diagnóstico Financeiro é feito com a colheita de dados de diversos demonstrativos que apuram de forma combinada a situação financeira e econômica da empresa no momento atual. Ele dá suporte para as ações de melhoria.

Os três principais demonstrativos para fazer um Diagnóstico Financeiro básico são:

BALANÇO, DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS E FLUXO DE CAIXA

Quando a empresa elabora esses demonstrativos podemos facilmente identificar com muita clareza a sua situação financeira.

Basta olhar os números e coloca-los na forma de indicadores financeiros conforme vamos aprender adiante.

1º Passo – Conceitos básicos de contabilidade e finanças

Eu sei que todo empreendedor é pratico e objetivo, quer vender, mas sem um mínimo de educação financeira para negócio sua empresa tem poucas chances de sucesso. Assim segue abaixo alguns conceitos e modelos importantes para começar.

Balanço Patrimonial

Mostram ativos e passivos.

Ativos são os saldos de tudo aquilo que é registrado bens e direitos a receber (dinheiro em caixa, estoques moveis, instalações, etc).

Passivos são as obrigações a pagar (impostos, fornecedores, etc.) e o seu Patrimônio Líquido (Capital e Reservas). O Balanço É uma fotografia da sua empresa. Retrata um momento estanque da situação financeira da empresa.

Os ativos são agrupados por “ordem de liquidez”, quanto mais próximo de conversão em dinheiro mais elevado fica na hierarquia do grupo. Exemplo a conta caixa é a primeira conta da hierarquia. O imobilizado é o último, pois ele está sujeito ao preço de mercado e influenciado por depreciação, antes de ser convertido em dinheiro.

O passivo, por sua vez, fica estruturado por ordem de maior exigência de pagamento pelos credores. Os bancos são os primeiros.

Indicadores de Balanço Patrimonial

Os indicadores mais básicos são os de liquidez. A Liquidez informa a capacidade potencial de pagamento da empresa, em termos de disponibilidade de recursos.

Dá uma visão imediata da operação vigente. Devem ser analisados como uma tendência do que representa a situação econômica da empresa.

Possuem algumas limitações quanto à análise conclusiva como a falta de dinâmicas, pois representam um retrato da empresa como ela fosse liquidada exatamente no momento da leitura do balanço. O número indicador resultante buscado é aquele que seja o menor. “Quanto menor melhor”. Este indicador é resultado da divisão de contas dos ativos pelos passivos. Assim, uma situação adequada é quando a empresa tem um numero índice pelo menos superior a “1”. Para cada 1 de dívida ter mais do que 1 de bens e direitos.

A liquidez seca – representa o quanto os ativos a receber em curto prazo (até um ano), excluindo os estoques, cobrem todo o passivo circulante ( dívidas de curto prazo);

A liquidez corrente expressa a relação simples de ativos circulantes sobre passivos circulantes.

A liquidez geral – Apura a liquidez geral da empresa (curto + longo prazo)

Exemplo

1 – Liquidez Ano 1 Ano 2 Ano 3
Liquidez Seca 0,20 0,71 0,32
Liquidez Corrente 0,96 0,83 0,71
Liquidez Geral 1,91 1,87 1,80

 

Bem, hoje ficamos por aqui . no próximo post falaremos sobre o CCL (Capital Circulante Líquido)

Eu sou o Carlos, escrevo também sobre finanças pessoais e coaching no Blog www.sampaiosucessofinanceiro.com.br e

tenho canal youtube  https://www.youtube.com/c/CarlosSampaioSucessoFinanceiro

 

Sou criador do programa de educação financeira on line “o Segredo da Prosperidade financeira” http://curso.sampaiosucessofinanceiro.com.br/

e do programa “Como Viver Sem Dívidas” http://dividas.sampaiosucessofinanceiro.com.br/

 

bndes

Como conseguir Financiamento do BNDES para Abertura de Empresa

Como conseguir Financiamento do BNDES para Abertura de Empresa

O Financiamento do BNDES para abertura de empresas é uma linha de crédito fornecida pelo BNDES que fornece capital para que empresas de todos os setores e portes se estabeleçam.

emprestimos

Para solicitação do financiamento do BNDES para abertura de empresa se faz necessário que a empresa esteja constituída legalmente, pois não é possível incluir os gastos com legalização e criação da mesma no financiamento de BNDES para abertura de empresa.

Na maioria dos casos o financiamento de BNDES para abertura de empresa de micro, pequeno ou médio porte é realizado de maneira indireta,

Ou seja, é preciso ter algum banco que seja credenciado pelo BNDES para fazer a intermediação de financiamento no BNDES .

Bem,  as pessoas interessadas em fazer a solicitação do financiamento de BNDES para abertura de empresa precisam ir ao seu banco falar com o gerente .

Esse banco deve ser  um conveniado do BNDES.

Lá você vai encaminhar documentos para que seja feita a análise e a possibilidade de receber o apoio e o financiamento de BNDES desejado. No caso a abertura de sua empresa.

É importante ficar atendo para QUAIS  sãos os produtos oferecidos pelo BNDES que são mais indicados para  sua empresa, conforme suas necessidades de financiamento de BNDES  indicadas para abertura de empresa.

financiamneto bndes

Existem várias diferentes possibilidades a serem avaliadas e escolhidas, como:

  • Cartão BNDES, que oferece um crédito que é rotativo no valor de até R$ 1 milhão, que deve ser utilizado na compra de produtos e serviços.
  • BNDES Finame- é outra possibilidade de financiamento de BNDES quando da  abertura de empresa. O BNDES Finame oferece crédito para o financiamento de máquinas e equipamentos novos.
  • BNDES Automático É mais uma opção de financiamento do BNDES para abertura de empresa a ser avaliada para empresas de micro e pequeno portes.  O BNDES automático  serve para financiamento de projetos de estabelecimento ou expansão de empresas de quaisquer setores de atuação.

 

Então, as finalidades a serem atendidas são:

1-Dinheiro  para comprar todos os equipamentos,

2- Dinheiro para reformar o local da sua empresa, e

3-Capital de giro para pagar os funcionários e colocar tudo para funcionar.

Veja como obter um financiamento

emprestimos 3

Então, você pode precisar de máquinas, equipamentos, funcionários e diversos outros itens essenciais.

Para ajudar, o BNDES possui financiamentos voltados para a aquisição e comercialização de máquinas, equipamentos, sistemas industriais, bens de informática e automação, ônibus, entre outros.

Você pode escolher o financiamento de acordo com o que deseja, seja capital de giro, agropecuária, indústria, etc.

Seguindo, saiba que, antes de contratar um financiamento, nada melhor do que fazer uma simulação para saber quanto vai ser o valor total e conhecer os meios de pagamento mais úteis.

Com a simulação você descobre quanto irá pagar por mês e ainda confere o prazo do seu crédito.

A simulação pode ser acessada no portal

www.bndes.gov.br, depois que você selecionar o tipo de financiamento desejado.

Para mais informações fale conosco.

Somos uma consultoria financeira que tem o proposito de ajudar empresas na analise, elaboração de projeto e assessoria para busca de recursos financeiros para o seu negócio.

Nota: As informações apresentadas foram obtidas no próprio Banco.

 

 

dinheiro surpresa

A organização financeira pessoal – Simplificada e Eficaz

A organização financeira pessoal – Simplificada e Eficazfinancing-2379782__340

1-Uma tomada de posição..onde você está e onde pode ir

2-Gastar menos, mais ou igual ao que ganha

3-Se dar conta para  onde está indo o dinheiro

4-Saber os caminhos para aumentar a renda

5-Conhecer  os juros compostos como a magia para a riqueza, veja mais neste vídeo

 

planejamento

Planejamento para o ano 2018

Planejamento para o ano de 2018

3 segredos  e algumas  dicas para o ano de 2018

…para você melhorar, …organizar-se , e transformar seu novo ano num extraordinário sucesso  financeiro

Teremos um maravilhoso ano para as finanças. Podem acreditar! 

O cenário é ótimo…

o ultimo relatório focus do banco central prevê inflação baixa  em torno de 4%,

Taxa de juros selic 7% ….o que dá ganho real,descontando inflação de aproximado de 3%…

Repito: ganho r-e-a-l em investimentos de baixo risco na ordem de 3% ao ano..

 

Também ,  o PIB, O índice que mede  a riqueza do pais  que foi negativo no ano 2016chega em 2017 com  a crescimento de 0,7% e 2018 irá a 2,5% de crescimento… são bons sinais..

http://dividas.sampaiosucessofinanceiro.com.br/

Bem vamos aos segredos.

1-CONSCIÊNCIA FINANCEIRA

foco 4

Para alguns é apenas reforçar para outros assimilar e incorporar como hábito de vida

 Então Consciência financeira é  SABER:

Para onde o dinheiro está indo no dia a dia  e se perguntar: que futuro estou criando?  Onde está  indo o dinheiro que você esta gastando?

Aquele dinheiro fruto do seu trabalho, do esforço, da sua energia, da troca que você promove entre trabalho e valor que entrega a outros,…dos seus méritos do seu merecimento,

você está sendo justo com você olhando para como você faz uso do dinheiro?

http://curso.sampaiosucessofinanceiro.com.br/

2 segredos 4

Como então tomar consciência do dinheiro?

Dica 01

… Vá pelo mais simples , comece anotando os seus gastos diários. T-O-D-O-S.

Faça por trinta dias. Então observe essas fugas de dinheiro no dia a dia.

Só o fato de observar elas param de acontecer…

Dica 02

Guarde 10% da sua renda… esse é o verdadeiro tratamento de choque… sua via começa a mudar. Pague-e primeiro.

Dica 03- Poupe algum dinheiro diariamente. ..guarde num pote.. Crie o o habito  de poupar …convença o seu subconsciente..

 

SEGUNDO SEGREDO

2-O PLANEJAMENTO FINANCEIRO.

GESTÃO FINANCEIRA DE EMPRESA

..ter um plano para o futuro bem claro, para:

Dica 1-

Definir  Qual A renda pretendida para o ano de 2018…e aproveite e defina também para

daqui a 5 anos… daqui a 10 anos.. ESTIPULE um valor mensal e um valor anual

Dica 2-

Tenhas um orçamento para controle de gastos e viver um padrão vida abaixo dos ganhos..

Pode ser uma folha de papel com 12 colunas  com as previsões de gastos e receitas….e sobrando .. o saldo entre receitas e despesas é sobras.

Dica 3-Ter  a sua reserva de emergência

Dica 4-Reservas para projetos de vida para curto, médio

Dica 5-Reserva para independência financeira… mais de 10 anos. Quanto é necessário? ….Qual o montante?

TERCEIRO SEGREDO

3-COMO APLICAR O DINHEIRO

perguntas:

O que é preciso para começar a investir? Porque tanta confusão para investir de forma correta?  Qual o objetivo em aplicar o dinheiro?

Bem, são muitas perguntas..

Separe os investimentos em reservas para 3 tipos:

-Emergência-curto prazo 6 a 12 meses…liquidez, menos rentabilidade, renda fixa

-Projetos vida- 1 a 5 anos projetos de vida…

-Independência financeira – acima de 10 anos

Monte uma carteira de investimento e escolhas os produtos adequados para cada objetivo e de acordo seu perfil de risco.

Ah!..Veja também o vídeo

Conheça o curso de Educação financeira completa ” O Segredo da Prosperidade Financeira”

http://curso.sampaiosucessofinanceiro.com.br/

Conclusão

Para 2018, recapitulando

Cenário

Legal!!!…. o ano vai ser muito bom!!! O cenário econômico é otimista….inflação  baixa, ..Oportunidades otimistas em ganhos reais no mercado financeiro.

…Investidores estrangeiros entrando e economia crescendo.

Segredo 1  consciência  Financeira… dicas para cuidar do dinheiro

Segredo 2  Planejamento Financeiro… dicas de planejamento futuro..

Bem era isto hoje. Comece a pensar sua vida financeira desejada para o ano de 2018. A partir de agora.

 

Um grande  abraço

Sucesso e  Prosperidade!

14202584_321779501501833_5616540202008227600_n

Consultoria e Assessoria Financeira e Empréstimos com Garantia de Imóvel ou automóvel

Consultoria e Assessoria Financeira e Empréstimos com Garantia de Imóvel ou automóvel

sampaio3

A gestão financeira pessoal ou empresarial, muitas vezes entra em descompassos com estrangulamento no fluxo de caixa, levando a sofrimentos muitas vezes tirando o sono e a tranquilidade para o trabalho produtivo.

No caso das empresas isto pode ser causado por vários motivos, como: investimentos com retornos menores do que o esperado, retração do mercado, concorrência inesperada, deficiência na gestão diária de caixa, estoques ociosos, desperdícios não identificados, vendas a prazo financiadas com recursos caros de bancos.

Enfim poderíamos seguir com  uma lista enorme.

Da mesma forma acontece com as finanças pessoais, que podem  ter como causas:  a falta de hábito de poupar; a falta de uso adequado de um orçamento de receitas e despesas, da falta definição de objetivos e metas, da falta de critério para montar uma boa carteira de investimentos. E aí também segue uma lista enorme de analises a serem feitas.

Antes de qualquer coisa, independente da origem do problema, a primeira a coisa a fazer é resolver a situação financeira de falta de dinheiro no momento

Nestes casos a nossa consultoria e assessoria entram com soluções de dois tipos trabalhos necessários:

1-Diagnosticar as causas  e fazer correções para que o problema não se repita no futuro

2-Ajudar a encontrar  a solução  financeira imediata que podem ser:

2.1- Substituir empréstimos caros contratando  empréstimos mais baratos.

2.2-Orientação para obtenção de novos financiamentos com custos menores;

2.3.-Alongar o prazo de pagamento de dívidas para ganhar “fôlego” no caixa diário e deixar a vida fluir normalmente

Então de onde vem as principais linhas de financiamentos?

Refinanciamento Imobiliário é uma linha de crédito na qual você utiliza seu imóvel (comercial ou residencial) como garantia do empréstimo.

Fazendo uma operação assim você reorganiza a vida financeira, transformando o imóvel em dinheiro, sem se desfazer do bem!

A grande vantagem  é que normalmente você tem duas coisas que todos querem:

baixa taxa de juros e um longo prazo para pagamento.

 Você pode acessar crédito  de R$ 50 mil a R$ 2  milhões com a menor taxa de juros do mercado, a partir de 1,15% ao mês, prazo de até 15 anos para pagamento.

Bem, essas entre outras demandas afetam uma enorme quantidade de pessoas e ,principalmente, pequenas e médias empresas.

Para soluções assim é que a consultoria financeira experiente pode entrar como solução, pois conhece os caminhos para estancar o problema e para redirecionar a vida financeira.

Para saber mais  faça contato conosco para marcarmos um reunião por skype e começar já a solucionar seu problema

Email: sampaio@integralconsult.com.br

 

ciencia da riqeuza 1png

Como  administrar seu dinheiro em 4 passos

Como  administrar seu dinheiro em 4 passos

São apenas 4 passos,

Apenas quatros degraus, mas  que fazem toda a diferença para o seu sucesso financeiro.  Fique comigo até fim e você vai ficar sabendo.

Para começar, vai aí uma frase:

“Não é o que você  conhece ou sabe que  impede você de ser rico,

mas o que você JÁ conhece é que está impedindo”

Trata-s então de desapegar de velhos conceitos! T.HARV EKER

Fui inspirado hoje para falar sobre o “Segredo da Mente Milionária” que combina muito com a minha forma de entender o sucesso financeiro.

Eu falo em desenvolver o comportamento e o conhecimento financeiro.

Ele fala em utilizar adequadamente a caixa de ferramentas ( a mente) e as ferramentas ( o conhecimento financeiro) .

É a mesma coisa , com palavras diferentes.

 

Ok ! Então vamos  ao tema. Lembres-se são 4 passos.

vai anotando aí!

Passo numero 1- RENDIMENTOS e PATRIMÔNIO LÍQUIDO

O que é rendimento?

Rendimento é tudo o que você recebe e que além de pagar as contas de sobrevivência,

precisa ser usado para  construção do seu patrimônio liquido.

O valor do Patrimônio líquido é a verdadeira medida de riqueza. Guarde isto!

Ou seja, o mais importante  não é  o quanto você ganha E sim o valor patrimônio liquido

….Quando você tem patrimônio liquido , pode vender e converte-lo em dinheiro.

Os rendimentos são importantes como elemento  par a construção do patrimônio liquido.

Exemplo, Uma mente rica fala coisas do tipo:

Fulano tem uma patrimônio de 500.000, 1 milhão , 5 milhoes..

Uma mente pobre fala:  fulano ganhou um aumento e uma ajuda de custo de 5%!

Bem , Os Rendimentos são de 2 tipos:

Você tem a RENDA ATIVA  E  A  RENDA PASSIVA.

A renda ativa você recebe pelo trabalho que faz e a

Renda passiva é a renda que você obtém s-e-m- trabalhar. Repetindo sem trabalhar. Seu patrimônio líquido trabalha para você.

A renda passiva  É o resultado gerado pelos  seus investimentos.

Então a liberdade financeira só é possível pela correta utilização da renda ativa. Ou seja, do seu trabalho.

Passo numero 2 Poupar

Poupar é guardar sempre uma parte dos seus ganhos.

Temos um vídeo recente ensinando como fazer isto.

É extremamente importante poupar no dia a dia  até essa rotina se  transformar  num hábito.

Então, você precisa ter um pote e diariamente colocar dinheiro nele. Insista até virar hábito.

Somente  criando o habito de poupar você poderá passar para o passo seguinte que é

INVESTIR. Para tudo isso  e preciso disciplina.

 

A maioria das pessoas tem o modelo de dinheiro programado para g-a-s-t-ar.

Quanto mais ganha mais gasta. São pessoas que buscam gratificações imediatas.

Não se importam com os momentos futuros.

O Longo prazo.

Entãao agora….

 

Passo 3 – Investir

Bem, você já aprendeu a POUPAR   um parte do RENDIMENTO 

Foram 2 passos.

Você então agora começará  a investir em ATIVOS.

ATIVOS são tudo que vai gerar rendimento.

São CDB, Tesouro Direto, ações, Debêntures, imóveis.

Ou seja, ativo é todo o dinheiro usado para acumular bens, que pagam rendimentos.

Aqui é importante lembrar que existem os investimentos PASSIVOS, que é o dinheiro gasto onde você perde dinheiro. Ou seja, se você comprar bem que não aumente de valor e na vá lhe pagar juros, você fez um investimento passivo. Exemplo: A compra de um automóvel é um investimento passivo.

O passo seguinte é fazer o valor poupado aumentar por meio de INVESTIMENTOS.

Quanto melhores os investimentos, mais rapidamente o dinheiro cresce e mais patrimônio líquido é formado.

Claro, tenha o cuidado de manter o equilíbrio em escolher investimentos com liquidez, segurança e rentabilidade.

Uma curiosidade, conforme Eker:

“As pessoas de mentalidade rica despendem  o  tempo e energia aprendendo a investir  ou então contratam profissionais para executar essa tarefa para elas.”

Já as pessoas de mentalidade pobre pensam que investimento é “coisa de rico”.

E como não procuram aprender, sua situação piora cada vez mais.

4º passo – SIMPLIFICAÇÃO

Este passo tem mais a ver com comportamento.

Simplificação quer dizer: simplifique sua vida de maneira a ter a consciência de um estilo de vida que dependa menos de dinheiro..

Reduza o seu custo de vida e então aumentará a poupança e também a quantidade de dinheiro disponível para investir.

Exemplo: Imagine, por hipóteses,  uma pessoa que comprou uma casa pagando R$ 300.000, passado alguns anos essa cada passou a valer R$ 1.800.000.

Houve um aumento de 6 vezes.

Então  essa pessoa poderia comprar uma nova casa ou alugar um moradia menor

simplificando estilo de vida e investindo o dinheiro com 10% ao ano.

Teria uma renda que garantiria um  vida financeiramente livre.

Comparativamente, quanto c-u-s-t-a ser financeiramente feliz se você sente necessidade de  ostentar vários carros,

restaurantes da moda com frequência, enfim  alguns luxos exagerados..???

Então, reforçando os 4 passos para administrar corretamente o seu dinheiro e

construir o Patrimônio liquido é feito com:

 Rendimentos, Poupança, Investimento e simplificação.

Gosto da analogia de Eker que diz:

as pessoas ricas jogam o jogo do dinheiro como andar em um ônibus com quatro rodas.

Por isso a viagem que fazem é tão rápida, suave, direta e relativamente tranquila.

Já mentalidade pobre Joga o jogo do dinheiro com uma roda só.

A maioria acredita que o único jeito de enriquecer é ganhando muito dinheiro.

E então enquanto não ganham muito, gastam  sempre.

As despesas crescem proporcionalmente a receita.

Então se a medida de riqueza é o patrimônio liquido e que isto se consegue seguindo os quatro passos descritos, vai aí uma dica:

Pegue uma folha de papel e escreva no alto da folha PATRIMÔNIO LÍQUIDO

Na primeira linha coloque o seu patrimônio liquido atual… some….

Na ultima linha coloque o valor do patrimônio liquido que deseja

A cada noventa dia preencha com o valor do n-o-v-o patrimônio liquido.

Assim você se mantém atualizado e aplica o conceito quântico que diz:

“aquilo que você se focaliza se expande”!

Bem chegamos ao final

Conclusão

Mantenha-se  concentrado nos quatro fatores de patrimônio liquido que são:

1-aumentar seus rendimentos,

2-engordar a sua poupança,

3-elevar o retorno dos investimentos,

4- e simplificando o estilo de vida, diminuindo gastos pessoais;

Adicionalmente também crie um extrato do patrimônio liquido e examine/atualize  trimestralmente.

Lembre-se  da Lei do foco: Aquilo que você cuida cresce!;

E, caso você não tenha conhecimento financeiro, busque ser uma pessoa bem informada ou contrate um consultor financeiro. (palavras de Eker).

…Bem ficamos por aqui.

Um abraço carinhoso!

Mãos a obra!

Sucesso e Prosperidade

Carlos Sampaio

Para saber mais acesso o canal Youtube https://www.youtube.com/c/CarlosSampaioSucessoFinanceiro

e blog http://sampaiosucessofinanceiro.com.br/

Gestão...integralcoaching .. Debiase

Profissionais de sucesso

Profissionais de sucesso é o que tornam as  equipes vencedoras. O desenvolvimento acontece pela mente individual e chega ao estado de arte quando se forma a MENTE da equipe como um todo.

Bem, desde, mais ou menos 300 anos atrás, quando Descarte o filosofa, separou o espírito da matéria, ou seja, segundo ele você passa a  entender seu mundo ou a vida  olhando apenas  pelas  partes separadas, Com isto, então você fica com dificuldade de entender o conjunto ou um sistema maior onde todas as coisas são envolvidas.

Fazendo uma analogia com finanças pessoais equivale a, por exemplo:  Saber tudo sobre produto financeiro, mas NÃO saber para qual finalidade quer investir. Ou poupar e não saber para qual beneficio.

Mas, Voltando a  reflexão original, Em síntese:  o estudo da   CONSCIÊNCIA humana ficou AFASTADA DA CIENCIA, conforme palavras do Dr. De Biase.

A boa noticia é que, a partir da década de 90 com estudo avançados de neuroimagem, onde se pode ver o cérebro funcionando, houve um despertar para  entender melhor o que é na verdade é a    consciência.

Ele destaca a  importante da teoria do cientista Dr. Karl Pribam, autor da  teoria  HOLOGRAFICA do funcionamento cerebral que diz que o funcionamento cerebral não depende   APENAS  das  conexões chamadas  REDES NEURAIS.

Ou seja, um neurônio ligado ao outro… Formando um rede  mas    SIM que em torno das   CÉLULAS NERVOSAS VIBRAÇÕES  que se misturam formando um    CAMPO    de consciência e memória. …Tudo vibra neste campo, quando pensamos sobre alguma coisa.

Baseado nestas ideias, fiz um vídeo para falar um pouco. Veja link aí abaixo.

Então, como as empresas devem fazer para serem mais produtivas independente de crises? “Fazendo com Steve Jobs fazia. Ele entrevistava as pessoas ,não para saber suas capacidades técnica, mas para avaliar o nível de conhecimento global e capacidade de visão sistêmica que possuíam.

Não adianta nada treinamentos específicos se as pessoas vivem isoladas na organização e não sabem o que representa aquela instituição e qual o papel de cada uma dentro dela.  Na verdade , o conceito é ainda mais ampliado. É o que essa empresa representa no mercado onde atua. É para ilustrar este tema, que escolhi deixar este vídeo do Neurocientista brasileiro consagrado no mundo pelo seu trabalho de compreensão da vida, empresas dentro de um paradigma mais inteligente  do que apenas o paradigma de 300 anos atras, mecanicista de Isaac Newton e  Descartes. Compreender o mundo de hoje exige uma nova maneira de pensar.

 

Carlos Sampaio.

capital de giro

Como fazer a gestão de capital de giro

“Investimento em capital de giro deve ser uma ação estratégica, pois assegura que as operações da empresa continuem funcionando de forma sustentável”

 

“É comum, quando pensa na abertura de uma nova empresa, o empreendedor levar em consideração, intuitivamente, o investimento físico, como terrenos, máquinas, equipamentos e matérias primas, mais visíveis a “olho nu”“.

No entanto, o investimento em capital de giro, embora não tenha a presença física, é fator primordial para assegurar a operação da empresa. Infelizmente, o empreendedor brasileiro nunca foi educado para visualizar o capital de giro. ENDEVOR

 

Então, para começar: O que é CAPITAL DE GIRO ?

De “bate pronto”  a resposta é :

Capital de giro é o dinheiro que uma empresa precisa para operar seus negócios no dia a dia.

Apenas isto!

Conforme o próprio nome indica, o capital de giro está relacionado com todas as contas que movimentam o “bolso” da empresa em termos de recebimento de dinheiro e pagamentos, no seu o dia a dia.

Então, o capital de giro trata dos:

Ativos e passivo de CURTO PRAZO da empresa, ou seja, ativos e passivos com duração de até um ano.

Ah! , Os ATIVOS que estamos falando sãos representados, pelos   BENS E DIREITOS  que  empresa possui e tem que aguardar o momento de que os mesmo se transformem em dinheiro.

 

Mais especificamente, esses ativos são representados por 3 principais tipos:

1- CAIXA propriamente dito- É um ativo já em dinheiro que fica no lá no caixa diariamente  ou em  ou em aplicações financeiras ;

2-DUPLICATAS É aquele dinheiro que se diz a “performar”. Que estão esperando o seu dia de vencimento para serem convertidos em dinheiro e que são relativos a suas vendas a prazo.  Sabe aquele crédito dado aos clientes?

3-ESTOQUE, são produtos ou matérias primas ainda a serem vendidos. Os estoques estão um degrau atrás na engrenagem do giro financeiro. Por giro financeiro quero dizer: Sai dinheiro de caixa para você  comprar mercadoria ou matéria prima; você vende a vista e volta o dinheiro para o caixa e mais o seu lucro ou, você  vende a prazo e fica, esperando esse dinheiro até também entrar em caixa. Isso é o seu giro financeiro.

 

Pronto! Esses são os principais ativos de curto prazo.

É onde o seu dinheiro está investido.

 

Em termos práticos, veja Exemplo:

Uma empresa tem R$ 100.000 no caixa + R$ 200.000 em duplicatas a receber e mais 200.000 em estoques de produtos, a soma dará o total de ativos de R$ 500.000,00

 

Agora, por outro lado, ou, no outro bolso ela tem o PASSIVO,

O passivo é representado por obrigações a pagar (dívidas) e também o dinheiro de capital próprio que foi colocado no negócio.

Ou, melhor dizendo, o passivo de curto prazo  é u-m-a  parte de capital de INVESTIDORES, tais como: os  bancos, os fornecedores, e o governo que lhe dão p-r-a-z-o para você pagar as suas contas.

Assim, considerando ativos de uma lado e passivos de outro lado,  você equilibra a sua necessidade de capital de giro. É uma equação simples de entender, mas não tão fácil de executar com sucesso.

Ou seja, se é verdade que você tem que esperar para RECEBER  de seus clientes e também ainda esperar para vender os seus estoques, tem, por outro lado, também prazo para pagar os:  FORNECEDORES;  o     GOVERNO   e  da mesma forma os BANCOS  que financiaram a venda a prazo.

Bem a   o-u-t-r-a   parte de passivos  é o capital dos sócios. É o seu capital como dono do negócio.

Ah !  Capital próprio e a soma das reservas de lucros se  chama de:  PATRIMÔNIO LÍQUIDO 

Exemplo da composição de passivos:

A empresa tem R$ 100.000 para pagar fornecedores; R$ 50.000 para pagar obrigações fiscais, mais R$ 100.000 de dividas com Bancos e R$ 250.000 de capital e próprio investido no negocio,somando um montante de R$ 500.000 de passivos.

Resumindo:

Bem, como vimos  o dia a dia da empresa precisa de dinheiro para pagar fornecedores, empregados, credores, impostos, prestadores de serviço e de modo geral.

Como as vendas não se transformam em caixa imediatamente, a empresa tem que ter CAIXA  (dinheiro disponível)  para suprir os descasamentos entre valores a receber e valores a pagar.

A administração do capital de giro tem como foco principal evitar que a empresa fique insolvente no curto prazo e que então precise tomar empréstimos de urgência em condições desfavoráveis em termos de custos financeiros.

Para apurar o valor de capital de giro que a sua empresa está precisando é simplesmente fazer a conta da diferença entre os  ativos de curto prazo e os passivo de curto prazo.

No nosso exemplo acima, temos:

Ativos de curto prazo: R$ 500.000,00,

Passivos de curtos; R$ R$ 250.000

Logo, CAPITAL DE GIRO disponível é de R$ 250.000.

 

Bem, de forma ilustrativamente:

O que significa no nosso exemplo a informação de que o capital de giro necessário é de R$ 250.000,00?

É o seguinte: Como  leitura isolada saber o valor não diz nada.   Sorry!

Mas se você tem uma necessidade de capital de giro de 250.000  e  não está aumentando empréstimos em  bancos; se está pagando normalmente a suas contas e está tendo a lucratividade desejada isso significa que você está com o seu ciclo operacional ajustado corretamente.

Parabéns!

Agora, você precisa apenas examinar se ainda pode melhorar.

Melhorar significa diminuir a necessidade de dinheiro de capital de giro, sem prejudicar suas vendas.

Logo a sua pergunta seguinte deve ser: como diminuir a necessidade de capital de giro?

Pois bem: Você pode analisar e testar várias formas, como: diminuir vendas a prazo, diminuir estoques ou quem sabe aumentar os prazos de fornecedores? É por aí!

A gestão do capital de giro é fundamental, pois a boa ou má gestão, obviamente, pode melhor ou piorar a vida do seu negócio.

Então a solução é a gestão com foco e competência.

Repetindo: Vai melhorar se você vender mais a vista  do que a prazo,

ou se reduzir estoques

ou se os fornecedores aumentarem o prazo de pagamentos.

Bem para piorar é só fazer o raciocínio ao inverso. Não é verdade?

Mas vamos deixar para falar especificamente quando abordarmos a analise do ciclo operacional.

 

Conclusão

Espero que  este conteúdo tenha deixado  claro sobre a importância do que é capital de giro.

Aproveite, faça suas contas e examine se a sua empresa tem, uma gestão de capital saudável.

Também, verifique  historicamente como foi no passado, e se, para o futuro, suas   projeções de caixa, estão garantindo que você está  operando seus negócios sem necessidades emergenciais de  financiamento bancário. Analise com cuidado!

Saiba que um negócio empresarial , financeiramente equilibrado, deve evitar a  DEPENDÊNCIA  prejudicial de empréstimos bancários. Não vamos aprofundar hoje qual os conceitos de endividamento aceitável ou perigoso. Fica para a próxima publicação.

No mais,

Bons negócios com segurança, lucratividade e perpetuidade!

Carlos Sampaio

Especialista e Consultor Financeiro

 

consultoria gestão

Os Vícios de gestão

Como Eliminar Vícios de gestão na sua empresa!

Você empreendedor, com certeza, tem PROBLEMAS  de gestão que “passam batido” sem que você perceba.

Tá lançado o desafio!

Sim! Você começa sozinho, cria uma empresa a partir de uma ideia.

Faz de tudo um pouco e aí o negócio vai crescendo e chega o ponto que precisa delegar autoridade e compartilhar responsabilidades com profissionais de mercado.

Claro, tem que ser assim.

Se a empresa não crescer vai acabar saindo do mercado em  poucos anos.

Por “bem” ou por “Mal”!

Eu aprendi tudo isto vivendo mais de 30 anos na gestão de diversas empresas.

Algumas eu ajudei a crescer dezenas de vezes, outras, tornei-as mais sólidas e outras pude apenas prolongar suas vidas.

Mas, então para uma empresa crescer, todo mundo sabe que  será preciso, cada vez mais:

1-De gente,

2-Tecnologia,

3-Novos processos,

4-Novos clientes,

5-Novos fornecedores e novos mercados,

6-Novas estratégias

Resumindo, os problema aparecem, pois você criará uma empresa m-a-i-o-r   e também com  maior complexidade de Gestão.

É a regra do jogo!

Não tem jeito!.

É assim que funciona!

É a natureza dos negócios!

Eu sei que você busca se proteger, buscando os melhores profissionais em processo bem elaborados de seleção.

Incentiva treinamento e desenvolvimento.

Também cria seus instrumentos de controle, indicadores de desempenho, incentiva trabalho em equipe.

Enfim parece que você tem tudo o que precisa. É só esperar o resultado.

 

Entretanto, na minha longa trajetória empresarial, aprendi que mesmo a MELHOR gestão, com o tempo ela fica VICIADA   em SÍ mesmo. Termina tendo mais do mesmo.

E sem perceber, silenciosamente, os problemas de perdas de qualidade, perdas de produtividade, criatividades, dinheiro, vão se acumulando sem que os gestores se deem conta.

Não é uma avaliação desempenho profissional. É uma questão humana.

 

Os problemas são pequenos no inicio e quando aparece de verdade já é quando qualquer um   pode  e-n-x-e-r-g-a-r   de longe .

Até o porteiro já percebe.

Os sinais ficam grandes.

Metaforicamente, tem Cheiro, Cor e Formato.

Bem, aí o trabalho é maior, mais caro  e algumas vezes é tarde demais.

 

Então é aí também que  uma consultoria empresarial de gestão pode fazer à diferença e criar um novo ciclo  de prosperidade.

Na definição do escopo de trabalho é  importante que  a Consultoria  atue de forma ampla e profunda, mas ao mesmo tempo, simples, participativa, objetiva e, que o seu custo, caiba no bolso da empresa.

 

Não confio muito em consultorias complexas, caras e que fazem parte de Grupo como “BIG THREE”..BIG FOUR, BIG alguma coisa.

 

A Consultoria de Gestão  precisa estar apenas focada nas principais atividades chaves da empresa e ter sensibilidade de perceber rapidamente a organização como um Todo.

É como olhar e tirar uma foto instantânea.

Então, tudo começa com um:  Diagnostico para identificar problemas e encaminhar soluções.

O Diagnostico de Gestão começa pela operação, segue pela organização  e controle e vai até ao processo de  tomada de decisão.

O Diagnóstico começa  a partir daquilo que se vê, indo para aquilo que ainda está invisível aos olhos da empresa e que está gerando: fugas de energia, dinheiro , produtividade ou o nome de perda que você quiser dar.

 

Neste caso preventivamente é possível detectar sinais de problemas, às vezes até aparecendo, mas, que são descartados pelos gestores como não sendo importante, por várias razões.

Por: “não temos tempo para ver isso agora”…,

“não me parece importante”,

“Já sabemos e fizemos de tudo”…, “

não temos gente para cuidar disto”,

“não temos dinheiro para investir numa consultoria”.

 “não temos tempo para perder”.

“Não acreditamos em consultoria”

 

Com as desculpas e objeções, assim segue um grande contingente de pessoas “lutando bravamente” no dia a dia e com  isto perdendo cada vez mais a capacidade identificar, e analisar problemas e encontrar as soluções globais.

A organização torna-se   uma mente agindo  para o fazer e pensar em cima de estratégias não renovadas.

Então, a rotina impera e ofusca a visão.

 

Algumas vezes pode haver até alivio aparente  com soluções emergenciais, mas que vão ser agravadas com o tempo, pois as causas verdadeiras não foram tratadas.

Exemplo: Uma empresa entra orgulhosa em projeto de expansão e só depois vai ver como financiar.

Não está levando em conta que isto vai comprometer o giro do negócio e pode leva-la a falência. A solução de emergência que adota equivocadamente é aumentar o endividamento mesmo sacrificando o negocio.

Estão, tem dois erros: Não ter feito um planejamento e insistir no erro.

 

Outro exemplo: A empresas define estratégia de venda de crescimento, financiando apenas com dinheiro emprestado em bancos.

Neste caso, o erro pode ser de varias fontes não investigadas, como:

1-Ineficácia operacional, por falta de apuração correta de custos, preços de vendas errados, baixo giro de estoques, elevado nível de inadimplência devido a baixa qualidade da concessão de crédito e cobrança. Desconhecimento de seu ponto de equilíbrio. Falta de qualificação profissional.

2-Conflitos de interesses entre áreas de vendas, produção e financeira. Neste caso, a disputa individual afasta o objetivo principal que são os interesses da empresa e não o interesse das pessoas.

3-Delegação para gestores não qualificados.

Enfim a lista de possíveis problemas é enorme. Passa por questões técnicas e chega a questões comportamentais.

 

Bem, onde uma CONSULTORIA DE GESTÃO pode ajudar a você empreendedor ( dono ou empregado)?

Sim!  Você pode ser empregado, mas ter um espírito empreendedor a serviço da empresa.

 

Então, embora as demandas de soluções e melhorias de gestão  sejam diversas, você pode buscar soluções do tipo:

Fazer um diagnóstico completo da gestão da sua empresa, procurando identificar e mapear os pontos fortes e onde estão os pontos de perdas que precisam ser melhorados. Depois de identificado, é a hora de propor as soluções com planos de ação para cada questão levantada.

Neste caso os pontos fortes se somam também a eventuais oportunidades de negócios a serem desenvolvidos.

Por outro lado os pontos fracos vão se associar a ameaças e riscos que precisam ser eliminados ou estancados.

Exemplos de soluções:

1-Obter crédito em bancos para alavancar negócio de forma consciente e calculada para operações de capital de giro ou de investimentos.

 

2-controlar as finanças no dia-a-dia de forma a poder garantir segurança de fluxo de caixa em combinação, concordância e compromisso de todas as áreas.

 

3-Parar de perder dinheiro com despesas invisíveis que passam diante dos olhos e ninguém mais enxerga? Criar intolerância a perda e desperdício. Isto é muito mais comum do que se imagina.

As pessoas na sua imensa maioria não passaram por educação financeira pessoal.

Então dentro da empresa refletem suas mesmas dificuldades pessoais, quanto ao uso do dinheiro. No caso o dinheiro  da empresa.

4-Outro ponto: acabar com resultados insatisfatórios de vendas abaixo de metas e baixo  lucro, ao final de cada mês ou final de cada ano também em relação aos objetivos traçados.

5-Eliminar conflitos improdutivos entre empregados, devido a causas que ninguém sabe de onde surgem e que aos poucos vai “minando” a energia da empresa.

6-Ou aqueles problemas gerais, onde tudo parece NÃO funcionar e que a causa normalmente é sistêmicas, necessitando um exame de todo o sistema.

7- Talvez você esteja endividado e precise de um plano para livra-lo de um agravamento pelo contagio de juros causado por uma alavancagem do passado.

Enfim  a consultoria de gestão serve para  tratamento preventivo a tratamento curativo.

 

Conclusão

A experiência me diz que quando admitimos,  por algum tempo, a ajuda  profissional  de fora da organização, a empresa  torna-se mais focada nos seus objetivos principais.

Então  criamos um ambiente mais “oxigenado”.

Menos viciado.

E, nesta atmosfera amistosa e limpa, que surgem novas oportunidades e uma organização se cura  e cresce em prosperidade.

 

Carlos Sampaio